A FAPEU
NOTÍCIAS
Publicado em 30/04/2020 à 12:04:37
Por: assessoria
Tecnologia e inovação em benefício das rodovias federais
Parceria entre Dnit e LabTrans combate o desgaste prematuro das estradas com sistema de controle no sobrepeso de veículos pesados

A parceria entre o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e o Laboratório de Transportes e Logística (LabTrans), do Departamento de Engenharia Civil, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) já tem mais de uma década. Há exatos 13 anos, desde 2007, o trabalho conjunto, entre outros resultados, previne a deterioração prematura dos pavimentos das rodovias federais do Brasil por meio do controle no sobrepeso de veículos de carga.

O projeto intitulado de “Capacitação e Suporte à Gestão da Coordenação Geral de Operação Rodoviárias (CGPert) do Dnit” é financiado pela autarquia federal vinculada ao Ministério da Infraestrutura e executado pelo LabTrans da UFSC. A Fundação de Amparo à Pesquisa e Extensão Universitária (Fapeu) faz a gestão administrativa e financeira do trabalho, que tem o objetivo de desenvolver estudos, pesquisas, ferramentas e programa de capacitação para oferecer suporte à gestão da CGPert nas áreas de segurança viária, infrações e operações rodoviárias.

O projeto é dividido em sete objetos diferentes, cada um desenvolvido por uma coordenação e equipe específicas. O de “Pesagem em Movimento e Análise do Pavimento” é considerado um dos mais interessantes e inovadores – tanto que hoje é visto como referência internacional quando trata-se de pesagem em movimento.

As pesquisas ocorrem em um sítio experimental localizado às margens da BR-101 Sul, no município de Araranguá, em Santa Catarina. Ali desenvolve estudos de sistema para controle de sobrepeso em veículos pesados, que, segundo a Organization of Economic Cooperation and Development (OECD), consomem cerca de 2% do Produto Interno Bruto (PIB) anual dos países.

Os trabalhos envolvem desde experimentos e testes de diferentes tecnologias de pesagem, utilizando os sistemas Weigh-in-Motion (WIM ou pesagem em movimento) instalados em variados tipos de estruturas de pavimentos, de sistemas de medição de dimensões, de equipamentos de monitoramento por imagem e de leitura de caracteres até a integração de informações para a tomada de decisão sobre a existência ou não de sobrepeso e de orientação ao motorista.

Desafios

A equipe técnica do LabTrans é interdisciplinar, sendo composta por engenheiros de várias áreas, entre graduandos, mestrandos, doutorandos e professores. “São mais de 10 anos de dedicação ao desenvolvimento dessa tecnologia de vanguarda, com contribuições significativas para a engenharia brasileira”, destaca o professor Amir Mattar Valente, coordenador-geral do projeto.


Com a aplicação da tecnologia WIM é possível pesar os veículos de forma ágil, sem causar transtornos no trânsito nem atrasar as viagens das cargas e dos passageiros. “As pesquisas e os experimentos no sítio experimental de Araranguá, com vistas a prover estudos para aplicação da tecnologia WIM em diversas situações de solo, de clima e de tráfego, encontradas em diferentes regiões do Brasil, tem diferentes estruturas de pavimentos, entre elas duas soluções inovadoras e pioneiras no Brasil: a pista em pavimento de concreto asfáltico espesso e a pista em pavimento concreto de cimento Portland continuamente armada. Essas estruturas foram projetadas e pensadas para a obtenção do melhor desempenho dos sistemas de pesagem” explica o professor Amir Valente. Nesse quesito, o sítio de pesquisa em Araranguá é o maior do mundo, sendo o mais extenso e com maior número de sistemas e de equipamentos instalados.

Os sistemas de pesagem em movimento em alta velocidade já são considerados consolidados e agora os desafios no sítio experimental de Araranguá estão voltados para que os sistemas possam atender aos parâmetros de metrologia legal e, dessa forma, viabilizar a fiscalização direta de peso.

Atualmente, a equipe do LabTrans foca o seu trabalho em pesquisas com sistemas e com sensores de baixo custo. “O estudo de novos sensores, mais baratos e com menor interferência no pavimento, são fundamentais para a ampliar o controle do sobrepeso nas estradas, permitindo, no futuro, a implantação de uma rede integrada de sistemas sobre a malha rodoviária brasileira”, projeta o professor Amir Valente.

Além do objeto “Pesagem em Movimento e Análise do Pavimento”, o projeto desenvolvido pelo LabTrans também contempla os itens Segurança Viária, Engenharia de Tráfego rodoviário, Educação no Trânsito, Gestão da Informação, Programa de Acesso Inteligente e Capacitação Institucional e Suporte Técnico, que já treinou mais de 800 colaboradores do Dnit em workshops, seminários e cursos.

PROJETO: CAPACITAÇÃO E SUPORTE À GESTÃO DA CGPERT DO DNIT
COORDENADOR: Amir Mattar Valente / valente@mbox1.ufsc.br / UFSC / Departamento de Engenharia Civil / CTC

 

Últimas Notícias
Veja mais notícias da categoria >>
Veja outras notícias >>

Endereço: Rua Delfino Conti, s/nº , Campus Universitário, Bairro Trindade
Florianópolis/SC - CEP 88040-370 - Tel: (48)3331-7400. contato@fapeu.org.br
AC Cidade Universitária, Caixa Postal 5153, Bairro Trindade, Florianópolis/SC, CEP 88040-970
CNPJ: 83.476.911/0001-17 - Inscrição Estadual: ISENTO - Inscrição Municipal: 61.274-0
Horário de Funcionamento: Segunda a Sexta-feira das 8h às 12h e das 13h às 17h
Copyright© FAPEU - Todos os Direitos Reservados