A FAPEU
NOTÍCIAS
Publicado em 13/11/2019 à 11:11:20
Por: assessoria
Sistema premiado pelo Confies começou a ser desenvolvido há mais de 20 anos
Case “Sistemas de Custos: Ferramentas para a Apuração das Despesas Operacionais e Administrativas”, da Fapeu, foi escolhido o terceiro melhor do país no 1º Prêmio de Boas Práticas na Gestão promovido durante o 2º Congresso do Confies

A consagração pelo Conselho Nacional das Fundações de Apoio às Instituições de Ensino Superior e de Pesquisa Científica e Tecnológica (Confies) ao case “Sistemas de Custos: Ferramentas para a Apuração das Despesas Operacionais e Administrativas”, da Fapeu, como terceiro melhor do país, durante o recente 2º Congresso do Confies, é o reconhecimento de um trabalho que não é de hoje e que ainda está longe de seu fim. A origem tem mais de duas décadas e hoje está prestes a dar um novo e importante passo: está sendo desenvolvida uma nova versão, como sistema e não mais em planilha Excel.

“Este projeto começou com meu trabalho de conclusão do curso de graduação em Ciências Contábeis em 1997 pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), como um sistema de custos para um projeto sobre camarões da Fapeu”, lembra o atual gerente financeiro da Fundação, Ráriton Silva (na foto, entre o superintendente Gilberto Vieira Ângelo e a secretária executiva da diretoria Karla Costa).

Artigo

Mas até chegar ao ponto atual, o case passou por um longo processo de evolução - e seu autor também. “Com a impossibilidade de cobranças de taxas de administração nos convênios, o sistema foi aperfeiçoado, e eu cursei algumas cadeiras do mestrado de Contabilidade e do mestrado de Engenharia de Produção para dar base e legitimidade acadêmica ao projeto”, recorda. “Nestas cadeiras, geramos um artigo que foi submetido e apresentado no congresso de Engenharia de Produção em Minas Gerais e um artigo para a revista Gual - Gestão Universitária da América Latina”, lembra Ráriton.

Em parceria com Fernando Richartz e Altair Borgert, respectivamente mestre e doutor pela UFSC, o estudo foi intitulado “Estruturação de um Modelo de Custeio Híbrido para uma Fundação de Apoio Universitária” e pode ser acessado em https://www.redalyc.org/pdf/3193/319327512003.pdf

Concorrência

“O projeto serve para apuração exata dos custos da fundação e é a principal ferramenta para apuração das despesas operacionais administrativas dos projetos”, define hoje Ráriton, que também é coordenador do Núcleo de Análise Gerencial e Fiscal (Nagefi) e do Comitê de Riscos da Fapeu, além de torcedor fanático do Figueirense.


No 1º Prêmio de Boas Práticas na Gestão, promovido durante o 2º Congresso do Confies, realizado em Brasília, de 6 a 8 de novembro, o case de sucesso da Fundação de Amparo à pesquisa e Extensão Universitária (Fapeu) concorreu com ações desenvolvidas por fundações de todos o país e ficou apenas atrás de estratégias apresentadas pela Fiotec, do Rio de Janeiro, pela Faurgs, do Rio Grande do Sul. O objetivo do concurso foi premiar as melhores práticas de gestão das fundações de apoio às universidades públicas e institutos federais de pesquisa.

Critérios

Foram critérios de julgamento pela comissão avaliadora a abrangência e impacto; criatividade, inovação e aplicabilidade; eficiência e sustentabilidade; perenidade e replicabilidade, ou seja, a possibilidade da adoção das práticas na gestão por outras fundações de apoio. Hoje, o sistema da Fapeu já é adotado por outras oito fundações, entre elas a Fundação de Apoio ao Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo (Facto), Fundação Ceciliano Abel de Almeida (FCAA) da Universidade Federal do Espírito Santo, Fundação de Apoio Científico e Tecnológico do Tocantins (Fapto) e a Fundação Arthur Bernardes (Funarbe), da Universidade Federal de Viçosa (MG). “Há ainda outras em negociação e o sistema também pode ser adaptado para uso comercial”, conta Ráriton Silva. 

O trabalho não para aí. “O sistema de custos surgiu do trabalho de conclusão de curso, foi contratada uma consultoria para aperfeiçoar as ideias principais e colocar em planilha de Excel e agora é aperfeiçoado dia a dia”, acrescenta. Que venham novas descobertas e novos títulos.

Últimas Notícias
Veja mais notícias da categoria >>
Veja outras notícias >>

Endereço: Rua Delfino Conti, s/nº , Campus Universitário, Bairro Trindade
Florianópolis/SC - CEP 88040-370 - Tel: (48)3331-7400. contato@fapeu.org.br
AC Cidade Universitária, Caixa Postal 5153, Bairro Trindade, Florianópolis/SC, CEP 88040-970
CNPJ: 83.476.911/0001-17 - Inscrição Estadual: ISENTO - Inscrição Municipal: 61.274-0
Horário de Funcionamento: Segunda a Sexta-feira das 8h às 12h e das 13h às 17h
Copyright© FAPEU - Todos os Direitos Reservados